Mais um esquema: Witzel comandou rachadinha na Saúde, aponta MPF

0
10

Mesmo em meio à pandemia da covid-19, os desvios na Saúde já apontados pelo Ministério Público Federal (MPF) e compartilhados pelo Folha do Rio continuam se agravando com as investigações contra Wilson Witzel (PSC).

Além, a Procuradoria-Geral da República (PGR) apontou um novo esquema para desvio de dinheiro público da Saúde no Rio, tendo Witzel como articulador central junto ao ex-secretário Edmar Santos ao usar de rachadinha de repasses do Fundo Estadual de Saúde para sete prefeituras.

Segundo trecho da nova denúncia do MPF, o valor desviado já teria uma função: adquirir uma rádio para ganhos políticos nas eleições.

“O colaborador não teve dúvidas quanto ao referido ajuste ilícito, uma vez que a informação a respeito dos valores a serem repassados ao Município de Duque de Caxias lhe foi inicialmente passada pelo empresário Edson Torres e, em um segundo momento, confirmada exatamente pelo governador Wilson Witzel, em reunião no Palácio Laranjeiras em dezembro de 2019”