2 meses sem salário no RJ: 1.7 mil profissionais da saúde recebem aviso-prévio

0
8

Na última quinta-feira (3) cerca de 1,7 mil profissionais da saúde que foram contratados pelo Governo do Rio para trabalhar no Samu durante a pandemia da covid-19 receberam aviso-prévio para demissão. O aviso, porém, vem após dois meses sem pagamentos e uma falsa promessa do Secretário de Saúde para contratação dos profissionais.

Em disputa do Governo com a Justiça do Trabalho, a determinação é de que o Estado deposite finalmente os salários atrasados nas contas dos profissionais. Em julho, muitos dos profissionais já contavam três meses sem receber salário, mesmo cumprindo plantão. Além os profissionais denunciaram o explícito sucateamento das ambulâncias e condições precárias de trabalho.

Todo descaso do Governo do Rio com a Saúde ainda se soma às denúncias de desvio de recursos no esquema que supostamente envolve o então afastado Governador Wilson Witzel – sendo mais de meio milhão de reais (R$ 544 mil) apenas como pagamento de propina envolvendo Witzel e sua esposa, além de envolvidos que seguem com mandado preventivo.