Witzel cai? Indícios de corrupção e lavagem de dinheiro são investigados

0
8
Vanessa Ataliba/Zimel Press
Vanessa Ataliba/Zimel Press

Mesmo em meio à pandemia da Covid-19 que já levou a vida de milhares de cariocas, indícios de corrupção são investigados na Secretaria estadual de Saúde do Rio de Janeiro. Após o Governador Wilson Witzel (PSC) ser afastado pela Justiça e ser expedida a prisão do Pastor Everaldo Dias Pereira (PSC) e de Lucas Tristão (ex-secretário), Witzel usou suas redes sociais no último domingo (30) para desabafar, culpando o ex-Secretário da Saúde Edmar Santos (já detido).

As irregularidades em contratos na área da Saúde investigadas pela Justiça colocam o Governador junto à sua esposa, Helena Witzel, como articuladores do esquema de corrupção e desvio de 554 mil reais em propinas.

CERCO

Minimizando a situação e chamando a operação de “circo”, Witzel também é alvo de processo de impeachment na Alerj (Assembleia Legislativa do Estado), sendo investigado pela PGR (Procuradoria Geral da República). Enquanto o cerco de fecha, a fachada moralista e legalista, que foi esbanjada por Witzel quando candidato em 2018, se mostram nada mais do que discurso em meio aos esquemas criminosos que se acumulam no Palácio Laranjeiras.