Witzel ainda aposta na construção de presídios verticais

0
6
Planta presídios verticais

Avança no governo de Wilson Witzel as providências para a construção de presídios em forma de edifício, os Conjuntos Penitenciários Verticais, CPVs. O primeiro deverá custar R$ 100 milhões, com 5 unidades autônomas e sobrepostas com áreas e serviços de assistência à saúde, educação, trabalho, recreação e esporte, para atender a Lei de Execuções Penais do Brasil.

O primeiro andar será para 384 idosos e pessoas com necessidades especiais. Os pavimentos acima terão outras 4 unidades para abrigar 768 pessoas cada. O Conjunto ocupará área de 20.000 metros quadrados, cinco vezes menor do que um conjunto tradicional, e terá capacidade para 3.456 detentos. O custo previsto será de R$ 100 milhões.

Para viabilizar a ideia, o governo contou com a ajuda da Prefeitura, que mandou para a Câmara de Vereadores projeto alterando gabarito e zoneamento. Há o plano de construir presídios no Norte e no Sul do Estado, chegando a 5 presídios verticais. Os prédios do primeiro projeto devem ter 11 andares. O governo tem a intenção de acoplar aos CPVs prédios com empresas, fábricas, indústrias ou iniciativas públicas que presos trabalhem.